Pequinês – O famoso cãozinho Dócil e Divertido

De origem chinesa, o pequinês foi a raça de cão mais popular no Brasil nas décadas de 60, 70 e 80. Por conta da sua popularidade, houve muitos cruzamentos de raças e suas características foram modificadas. Mas, a longa juba permanece, por isso é chamado de “cão leão”.

Atualmente, a raça está quase extinta, mas ainda há canis brasileiros que criam esse cãozinho dócil, forte, inteligente, corajoso e divertido.

História e origem do Pequinês

Esse cão é um dos mais antigos do mundo. São 4 mil anos de existência. No século II, no início do Budismo, a raça começou a ser reconhecida. O pequinês passou a ser considerado sagrado e era conhecido como o “leão de Buda”. Até a abertura dos portões da Cidade Proibida no Tibete, os exemplares viviam isolados junto aos monges.

Em 1860, a raça chegou no Ocidente após a invasão das forças britânicas ao Palácio Imperial em Pequim. Após a realeza matar os cachorros e cometer suicídio, soldados ingleses encontraram ainda 5 exemplares vivos e os levaram para a Inglaterra. A Rainha Victoria foi presenteada com os cãozinhos. Em 1904, o primeiro clube da raça foi criado em Londres.


Ao longo dos anos, a raça se popularizou no mundo todo, inclusive no Brasil, que fez sucesso nas décadas de 60,70 e 80. Durante todos esses anos, a raça sofreu muitas mudanças físicas, comportamentais e de saúde. Praticamente, o pequinês sumiu por uma década. Atualmente, o pequinês é utilizado em exposições de cães e como cachorro de companhia.

Pequinês preço

Características do Pequinês

O pequinês tem porte pequeno, forte e charmoso. O tamanho médio da raça é de 20 a 27cm e pesam entre 2,5 a 4kg. Sua cabeça é um pouco grande em relação ao corpo. As orelhas são pequenas e cobertas de pelo. Os olhos do pequinês são escuros e grandes.

Sua pelagem é abundante, comprida, áspera e espessa. As cores do pelo podem ser: marrom, preto, mesclado ou castanho avermelhado. O pelo é muito bonito e precisa de muitos cuidados.

Comportamento e personalidade do Pequinês

O pequinês, em inglês é conhecido como “peke”. Ele é adorado por muitos, até pessoas que que não têm um animal. Ele é digno, independente, carinhoso, leal e atencioso. Tem um temperamento amistoso e geralmente escolhe uma pessoa da família para ser o seu dono.

Seu olfato e fantástico e sempre detecta algo de longe. O pequinês é muito ciumento e não recomendado para crianças, pois não é um cachorro muito sociável. Além disso, ele costuma estranhar pessoas que não seja familiar, embora seja muito atencioso e afetivo com seu dono.

É uma raça muito teimosa e muito valente quando é filhote. Ele precisa ser socializado e treinando desde cedo para conviver com outros animais de estimação.

Mesmo com sua cara de bravo, esse cão é muito brincalhão com sua família. Não curte muito exercícios, mas adora ficar ao ar livre. Ele adora uma soneca perto do seu dono.

Muitas vezes, esse cão é indiferente ou ignora os carinhos que recebe. Sua independência e personalidade se assemelha ao do gato.

Saúde do cão

A expectativa de vida do pequinês gira em torno de 13 a 15 anos. Os principais problemas de saúde que podem acometer o cãozinho ao longo dos anos são:

  • Luxação da patela
  • Dermatite de dobra da pele
  • Triquíase
  • Palato mole alongado
  • Cálculo renal
  • Ceratoconjuntive seca
  • Narinas estenotipas
  • Litíase urinária
  • Catarata
  • Atrofia progressiva da retina

O pequinês tem intolerância ao calor e é muito sensível a anestesia. Os exames médicos regulares que a raça precisa fazer são nos olhos e joelho.

Como cuidar do Pequinês

Por conta da pelagem  longa, os cuidados com os pelos são essenciais. O pelo precisa ser penteado, pelo menos, uma vez por semana. Procure deixar deixá-los em ambientes frescos, com sombras.

Ele precisa de dieta equilibrada, pois tem tendência a obesidade. Mesmo não gostando de exercícios, é importante que esse cão pratique alguma atividade física pelo menos três vezes por semana. Por ter o focinho achado, os brinquedos precisam ser planos. O pequinês não consegue segurar bola com os dentes. Embora não seja destrutivo, esse tipo de brincadeira saciar sua necessidade de morder algo e entretê-lo.

Fotos do cachorro Pequinês

Cuidados a se tomar

Esse cão se adapta em qualquer ambiente, mas deve ser cuidado dentro de casa. É um cachorro ideal para se ter em apartamentos.

A ração não suporta ao calor, portanto escolha os horários mais amenos para passear ao ar livre.

O focinho precisa ser limpo todos os dias para evitar complicações de saúde.

A região lombar e ao redor das partes íntimas precisas ser vistas diariamente para remover as sujeiras.

O pequinês é muito teimoso e difícil de adestrar, ele atende a carinhos e elogios, e não às ordens.

Preço

Um filhote de pequinês pode custar entre R$ 1.200,00 a R$ 3.000,00. O preço varia de acordo com a genética da ninhada, pais, avós e bisavós. E lembre-se! Antes de efetuar a compra de qualquer filhote, conheça as referências do canil e o pedigree do animal.